Marilia de Dirceu

Marilia de Dirceu

Grátis para assinantes

Assine agora

Apaixonado por Maria Joaquina Dorotéia de Seixas Brandão, imortalizada como Marília de Dirceu, Tomás Antônio Gonzaga escreve suas liras. Envolvido na Inconfidência, 1789, é preso e não se casa com Maria Joaquina. O pastor Dirceu, sujeito lírico de Gonzaga, canta seu amor pela pastora Marília, mesclando características do arcadismo a uma emoção pré-romântica.

Milhares de livros e centenas de cursos online na sua mão.