Marília de Dirceu

Marília de Dirceu

Páginas: 99

Grátis para assinantes

Assine agora
Eu, Marília, não sou algum vaqueiro, Que viva de guardar alheio gado; De tosco trato, d’ expressões grosseiro,